Feeds:
Posts
Comentários

Paris – 10º dia

No último dia de passeios em Paris meu coração estava em conflito: feliz por ter passado dias maravilhosos, mas triste pela viagem estar chegando ao fim.

Começamos o dia fazendo um passeio de Batobus. Durante o dia, você pode descer nas 08 paradas pré-determinadas e quantas vezes quiser. Iniciamos o percurso em Notre-Dame, pois era possível ir a pé do hotel.

Batobus

Batobus

Descemos na Torre Eiffel para admirá-la novamente e seguimos a pé até o Invalides.

Torre Eiffel

Continuar Lendo »

Anúncios

Paris – 9º dia

Esse dia foi super, hiper, mega especial e proveitoso! Sei que já disse isso para outros passeios como Versailles, Notre-Dame e Disney…mas quando você vai a Paris tudo é lindo, mágico e especial.

Citei nos primeiros posts que adoramos castelos e além de Versailles queríamos conhecer também os Castelos do Vale do Loire. Porém, fazer esse passeio em apenas um dia e sem contratar uma empresa de turismo ficaria complicado. Não posso afirmar que seja impossível fazer esse passeio por conta própria, mas nos demos esse “mimo” de presente, afinal de contas, fizemos todos os passeios até o momento sozinhas e sem guia.

Depois de muito pesquisar optei pela empresa Cityrama, que oferece o passeio aos Castelos do Loire com pick up no hotel. Na época, pagamos 177€ por pessoa e apesar do valor elevado em relação aos outros passeios que fizemos, não me arrependo.

Os Castelos que visitamos foram: Chambord, Chenonceau e Cheverny. Às 6:30h o motorista chegou ao nosso hotel e nos levou até o escritório da Cityrama para apresentarmos a reserva (que eu tinha feito pela internet antes de viajar) e pegarmos o ônibus.

Castelo de Cheverny

O motorista foi muito simpático e quando viu que falávamos português ele começou a conversar conosco no nosso idioma, pois em janeiro/2012 tinha visitado o Brasil e diversos Estados. Disse que adora o nosso país e que pretendia voltar em janeiro/2013. Era muito engraçado o seu sotaque e fiquei envergonhada porque ele conheceu em um mês mais Estados no Brasil do que eu durante a minha vida #shameonme. Disse que não conheceu o Espírito Santo, apenas o Rio, São Paulo, Salvador e outros lugares, mas que já tinha ouvido falar daqui.

Continuar Lendo »

O passeio continuou pelo Jardin Des Plantes, Galeria da Evolução e Museu de Paleontologia e Anatomia Comparada.

O Jardim é enorme e não foi possível conhecer tudo. Como era primavera, fomos agraciadas com lindas flores. Fica aberto diariamente das 07:30h às 19:45h durante o verão e das 08:00h às 17:30h no inverno, com entrada gratuita.

Jardin Des Plantes

https://lh5.googleusercontent.com/-xhiRpgHZWLA/ULpOi3mjOlI/AAAAAAAABAQ/z7-lLlVkSFg/s640/Jardim%25204.JPG

Continuar Lendo »

A Torre Montparnasse foi o nosso próximo destino e fica no bairro Montparnasse.

Ouvi dizer que os parisienses consideram que a torre possui a melhor vista de Paris, pois não é possível visualizar a própria Torre, tendo em vista que foge dos padrões arquitetônicos da cidade (que maldade!). Temos que concordar que ela destoa das demais edificações, por outro lado, possui uma vista espetacular de 360º de Paris.

De acordo com o site, a torre mede 210 metros de altura, pesa 150.000 toneladas e o elevador mais rápido é o que liga sem paragens o rés-do-chão ao 56.º andar, a uma altitude de 196 metros, em apenas 38 segundos (ou seja, 6 metros por segundo). Os últimos andares e o terraço apenas podem ser acedidos por escadas.

O 56.º andar está reservado para visitas turísticas e é protegido da chuva e do vento, bem quente no inverno e com ar condicionado no verão. A mais de 200 metros de altitude, o terraço oferece de dia ou de noite uma vista panorâmica única em 360°!

Apesar de não termos subido na Torre Eiffel, fomos compensadas pela vista maravilhosa dessa outra torre. O mais legal é que podemos ver a “Dama de Ferro”, algo que não seria possível se estivéssemos nela, né? rss…

Nesse lugar você também consegue tirar boas fotos “segurando” a Torre Eiffel com as mãos…rss…

Se você estiver com pouco tempo e não quiser/puder gastar horas para subir e descer na Torre Eiffel, sugiro que vá na de Montparnasse, pois rapidamente você paga a sua entrada, sobe os 56 andares (em 38 segundos…uauu), consegue apreciar a vista, lanchar (se quiser) e depois, subir até o terraço!

Dizem que a vista noturna é excelente também, mas fomos no meio da tarde.

Vista Torre Eiffel

Continuar Lendo »

A sensação que sentia no 7º dia era que ainda tinha muito para ver e pouco tempo disponível. Apesar da vontade de ficar mais e conhecer outros lugares que não incluí no roteiro, acredito que conseguimos fazer boas escolhas de passeios e uma programação que atendesse aos nossos gostos pessoais.

Neste dia, conhecemos o museu de cera: o Museu Grévin. O museu Madame Tussauds é muito conhecido nos Estados Unidos e Londres, mas o de Paris não fica para trás.

A chuva fina e o tempo nublado não atrapalharam o passeio, pelo contrário, pelo fato do lugar ser fechado até sentimos calor lá dentro! Para chegar ao museu, seguimos do hotel até a estação Odeon. Descemos em Strasbourg-Saint-Denis e depois, fomos até a estação Grands Boulevards. Não tivemos dificuldade em andar no metro durante toda a viagem, pois o site Ratp é muito explicativo, conforme citei aqui.

Para quem não sabe, nesse museu você “encontra” Nicolas Cage, o Papa, Charles Chaplin, Elton John, Mickael Jackson (Who`s bad? rss…), Albert Einstein, Louis XIV, entre outros. Achei interessante o fato de ter muitas esculturas (falo dessa forma?) de personalidades da França, valorizando não apenas aqueles de fora, mas os que são importantes e/ou reconhecidos no país. Continuar Lendo »

Paris – 6º dia

O 6º dia foi destinado ao Louvre e Jardin des Tuileres.

O museu é gigantesco e por mais que tivesse lido sobre a sua extensão e quantidade de obras, não tinha a noção do seu tamanho. Do hotel, fomos até a estação Odeon e descemos na Chatelet. De lá, fomos até a estação Palais-Royal (Musee Du Louvre), pois você já sai direto na pirâmide invertida, sem precisar encarar a fila gigantesca da entrada principal.

OBS: O museu não abre na terça-feira! É muito importante consultar os sites oficiais dos locais que deseja conhecer para não dar viagem perdida. Continuar Lendo »

Paris – 5º dia

Quem nunca pensou em conhecer a Disney!?

Nunca fui aos parques de Orlando e pelos comentários que já li, são maiores e melhores do que os de Paris, mas não quis perder a oportunidade! Para quem tinha apenas um dia reservado, foi uma boa opção, pois é possível conhecer os dois parques (Disneyland e Walt Disney Studios).

Não tivemos dificuldade no deslocamento, que durou aproximadamente 50 minutos. Seguimos da estação St-Michel Notre Dame até Chatelet-Les Halles e de lá, pegamos o RER para a estação Marne-la-Vallee Chessy. O ingresso pode ser comprado na hora, mas como eu já estava com o meu cartão Travel Money, comprei pela internet (no site da Disney Paris) e imprimi em casa. Continuar Lendo »

Paris – 4º dia

Este dia foi reservado para conhecer o Castelo de Versailles, que é considerado um dos maiores do mundo!

Não tivemos dificuldades para chegar: do hotel de Senlis fomos até a estação Saint-Michel. Procuramos pela placa indicando o caminho para o RER C (cor amarela) – direção: Versailles-Rive Gauche. No guichê, compramos o ticket (ida e volta) para o Chateau de Versailles (direção Versailles-Rive Gauche). Passando pela catraca perguntamos ao fiscal com camisa laranja o local de embarque para Versailles. Eles foram super atenciosos, já estávamos no local certo e quando o RER chegou, eles ainda avisaram. A estação Versailles-Rive Gauche é a parada final.

OBS: Não sei se já sabe, mas não descarte o ticket do metro antes de sair dele, guarde na bolsa até sair da estação, pois existem fiscais que podem pedir o ticket pra confirmar que você pagou. Não vi nenhum fiscal fazendo isso, mas se a pessoa não tiver, pagará uma multa bem cara.

Saindo da estação, seguimos pela direita e em um cruzamento, seguimos à esquerda (normalmente você encontrará uma multidão indo na mesma direção rss…) ou poderá perguntar: Chateau de Versailles? (a pessoa irá apontar). Logo logo irá avistar a entrada com seus portões de ouro e uma estátua de Luis XIV em seu cavalo!!!

Continuar Lendo »

No 3º dia visitamos a Catedral de Notre-Dame e conhecemos suas Torres. Foi um dia especial para mim, pois sempre me encantei por esse lugar e pela sua história. Sabia que foi lá que Napoleão fez sua auto-coroação e também ocorreu a beatificação de Joana d’Arc?

Do lado de fora da Catedral observamos muitos detalhes na sua estrutura:

Continuar Lendo »

No 2º e 3º dias fizemos o tour de ônibus da L`Open Tour. Algumas pessoas possuem preconceito com esse tipo de passeio, pois é coisa de “turista”. Porém,  é uma forma rápida e fácil de conhecer a cidade e os principais pontos turísticos, sem fazer longas caminhadas ou ter que utilizar o metro.

Um colega disse que Paris é a cidade da ilusão de ótica, pois você visualiza um ponto turístico, anda, anda, anda e quando percebe tem que andar ainda mais para chegar rss…e é verdade! Você tem a sensação de que está próximo e decide caminhar, quando percebe, já andou a beça! Quem viaja com criança ou uma pessoa idosa provavelmente irá gostar do tour de ônibus, pois não é cansativo.

Essa empresa oferece 04 rotas que são diferenciadas por cores e você pode, no período de 1 ou 2 dias consecutivos, descer nas paradas/rotas que desejar. No vidro do ônibus existe uma plaquinha com a cor da rota: verde, azul, amarela ou vermelha/laranja (ainda não entendi se é vermelha ou laranja rss…).

A rota verde é a maior e abrange mais pontos turísticos (como a Torre Eiffel, Arco do Triunfo, Louvre, Notre-Dame, etc), por isso, recomendo que comece por essa.

Continuar Lendo »

%d blogueiros gostam disto: